sábado, 5 de dezembro de 2009

Dicas Para Automatizar a Instalação do Windows 2K3

Criando Arquivo de Resposta
Acessar o cd de instalação, indo ao arquivo X:\support\tools\deploy.cab e de lá extrair os arquivos setupcl e setupmgr para uma pasta no c:\.



Apartir do diretório do drive local, deverá então executar setupmgr. Na primeira tela deveremos escolher o tipo de automatização desejada, no caso usaremos agora a Instalação autônoma.



Escolha o tipo de sistema que se deseja instalar.
Escolha se o tipo de automatização.
Escolha se deseja instalar a partir de um cd ou compartilhamento.
Apartir dai segue-se o assistente respondendo as questões da instalação.



Ao final será criado um arquivo chamado unnatend.txt ao qual você terá de renomear para winnt.si e copiar para um disquete.
Para criar a instalação automatizada, basta iniciar a instalação com o floppy no drive (o boot não deverá será pelo floppy, mas ele estará lá).

Pasta de Instalação Pela rede

O arquivo de resposta pode ser utilizado para uma instalação via rede. Nesse caso não deve-ser escolher a opção CD e sim cópia. Assim o programa irá copiar o conteúdo do CD para uma para em seguida a compartilhar pela net. Por padrão os arquivos são copiados em c:\windist, e o compartilhamento leva o nome de windist.
Na máquina que será atualizada, o cliente deverá acessar esse compartilhamento pelo rede,e executar o arquivo unnatend.bat. Caso ocorra algum erro, vale a pena tentar mapear o compartilhamento e então executar o arquivo. Outra opção é entrar no diretório i386 e então executar o arquivo winnt32.exe.
Esse método, diferente do servidor RIS, serve apenas para atualizações e não para instalações em máquinas zeradas.

Acronis (Universal Restore), software capaz de modificar uma imagem, deixando-a compatível com qualquer máquina.

Usando SysPrep
O objetivo do sysprep é preparar o sistema para ser clonado, eliminando assim algumas informações pessoais como serial, alguns usuários e etc. Segue-se o mesmo procedimento adotado para o arquivo de resposta, porém escolhendo a opção sysprep. O produto final será o arquivo sysprep.inf, que não é preciso renomear. Ao final, basta então executar o programa sysprep.exe. Será mostrada uma tela como a abaixo. A opção fábrica serve para empresas parceiras da microsoft, que desejam criar sua própria instalação personalizada. Esse opção é restrita, visto que essa opção possui um pré requisito não liberado ao usuário comum. nA opção Não regenerar identificadores de segurança deve ser mantida deticada, para que o SID seja recriado.



Servidor RIS (Remote Instalation Service)

Segue o esquema abaixo:



Caso a NIC do cliente não possua a opção de boot por PXE, é possível criar um disco de boot através do utilitário rbfg.exe disponível em \\ip_do_servidor_RIS\reminst\Admin\i386\rbfg.exe, disponível no compartilhamento do RIS. O disquete de boot gerado através desse aplicativo não é compatível com placas de rede ISA. O conteúdo do disquete gerado é um arquivo sem extenção chamado risdisk.

A tela de boot pelo disquete criado apresenta a seguinte mensagem:



Em ambos os casos, ou seja, tanto por PXE ou pelo disquete, será necessário em determinado momento apertar a tecla F12, para que entre na tela OS Choser. É preciso que esse pressionar seja rápido, caso contrário o sistema mostrará a mensagem de time out.

Em todos esses métodos mostrados, sysprep, resposta, rede etc, todos são baseados no arquivo unnatend.txt, gerado através do setupmgr. As opções de configuração disponibilizadas por esse programa, porém, são limitadas. Existem outras opções de arquivos que são facilmente encontradas na internet.

Nenhum comentário: