sábado, 15 de novembro de 2008

IPod Classic 160GB + Linux (Ubuntu, Rhythmbox)

Adquiri recentemente um ipod classic de 160GB. Loucura? Pode ser, mas há tempos eu vinha sendo tentado pela capacidade de armazenagem e pelo tempo de duração de sua bateria. Como o mesmo já havia sido descontinuado e o seu sucessor não chega nem aos pés deste, resolvi comprar um logo para mim. Uma coisa é certa, o brinquedo vale o seu preço pois ele já impressiona pela embalagem.

Um dos meus receios pré-compra era: como farei para transferir as músicas do meu pc para o ipod, visto que o mesmo exige a instalação do iTunes, que infelizmente não possui versão para Linux. Em um primeiro momento eu achava que a idéia de transferir arquivos por um único aplicativo uma tremenda cagada, porém posteriormente eu entendi o por quê. Em mp3´s xinglings e em mesmo em celulares com recurso de tocar de mídia, o passeio entre as mídias em cartões de memórias grandes (2GB ou mais) é um tanto que lento. Nos xinglings então nem se fala! O transferir os arquivos pelo itunes ele já cria toda uma indexação de modo que a busca por música fica extremamente rápida e quando digo isso eu não falo em “rápido levando em consideração o espaço de 160GB”. Não! Ele é muito rápido, e o fato de ser um espaço de 160GB só aumenta o espanto.

Enfim, vantagens a parte o meu receio ainda permanecia. Fui então ao meu Ubuntu 8.04 (sim, eu cheguei a instalar o Kubuntu 8.10, mas o Ubuntu 8.04 ainda é meu sistema principal por ser LTS), pluguei meu Ipod e voilá, ele apareceu na minha tela o ícone do Ipod e o nome, “meu ipod”. Abri meu rhythmbox e lá estava meu ipod disponível, e pelo próximo rhythmbox eu transferi as músicas. Rápido, fácil, nem traumas nem instalações adicionais.

Agora os problemas que encontrei: não consegui ainda fazer a transferência da capa dos discos (esse ipod possui um modo de busca onde você vislumbra os discos salvos como se fosse uma junkebox onde você vai passando capa a capa). Já tentei incluir um jpg no diretório, embutir por ID Tag no arquivo e nada. Outro problema foi conseguir transferir vídeos, pois como o rhythmbox é um aplicativo apenas de áudio o vídeo que ele transfere acaba ficando um salvo irregulamente no ipod.

O próximo passo é testar no Amarok e no GTKPod para ver como será o desempenho deste. De qualquer maneira a função principal, que é transferir as músicas, essa é feita com sucesso, e isso que importa! :D

Agora a verdade é: A apple bem que podia liberar o “segredo” de sincronização do ipod ou pelo menos lançar uma versão do Itunes para Linux.

2 comentários:

Grsch disse...

Ola ! Conseguiu resolver o problema do Ipod Classic x Videos no ubuntu ?

Joao Freire disse...

tenta o banshee... não me parece mau de todo... tem suporte para os podcasts.