quarta-feira, 11 de junho de 2008

Ubuntu 8.04: Instalando VirtualBox 1.6.2

Desenvolvido originalmente pela empresa alemã Innotek, o VirtualBox foi adquirido pela Sun Microsystems há alguns anos atrás, que manteve seu desenvolvimento. Em janeiro de 2007, seguindo a linha comercial adotada pela empresa, o VirtualBox teve parte de seu código fonte aberto e disponibilizado sob GPL v2, General Public License version 2. Desde então essa plataforma de emulação veio ganhando cada vez mais e mais espaço no mercado, estando entre os mais utilizados atualmente.

Como disse anteriormente, o VirtualBox teve apenas parte de seu código fonte aberto. Atualmente a Sun disponibiliza duas versões do software, uma fechada e outra OSE, ou Open Source Edition. A diferença entre ambas as versões podem ser vistas no wiki do virtualbox.

Todos os testes que eu fiz a seguir foram com a versão OSE do programa. Em primeiro lugar, fui ao site e fiz o download do dito cujo. Lá é possível encontrar os binários para várias distros, incluindo um pacote .deb para as últimas versões do Ubuntu. Pois bem, fiz o download do DEB e após meros 22 MB (menor que o VMWare) lá estava ele. Instalei com um simples dpkg porém antes precisei instalara libqt3.

Instalado, foi criado um ícone dentro do menu Aplicações, Ferramentas do Sistema, Sun XVM VirtualBox. Tentei rodar o mesmo, porém me foi mostrada uma mensagem de erro, pois somente usuários incluídos no grupo xboxusers possuem permissão para executar o software. Inclui então meu usuário nesse grupo e ai sim pude executa-lo.

A tela inicial do VirtualBox é bem agradável e intuitiva. Baseada em assistentes do tipo Next, Next, Finish, qualquer pessoa sem familiaridade com o programa, mas com algum conhecimento técnico, consegue se virar.

O primeiro passo é bem simples, basta você ir no menu Arquivo, Gerenciador de Discos Virtuais e criar um HD virtual, basicamente uma imagem onde ficarão salvos os arquivos de sua máquina virtual. Próximo passo é no menu Máquina, a opção Novo, que abrirá o assistente para criação de uma máquina virtual. Ambos os processos, como já mencionei anteriormente, são baseados no conceito de assistentes Next, Next, Finish.


Durante a criação da máquina virtual, é possível alterar diversas configurações para a mesma como placa de áudio, rede etc. Ao se tentar configurar qualquer dispositivo USB porém, uma mensagem de erro é exibida, informando que o nãoé possível ler o USB Host Service. Tal erro ocorre tanto em instalações feitas no Gutsy Gibon quanto no Hardy Heron, ou seja as versões 7.10 e 8.04. Procurando no Launchped encontrei tal problema registrado como bug 151585.


De maneira resuminda, tal problema ocorre devido a uma modificação na filosofia do sistema, que se refletiu em uma mudança feita nos scripts de inicialização, de modo que os aplicativos parassem de acessar o /proc/bus/usb para acessar diretamente o /deb/bus/usb.


Para se resolver esse problema, basta acessar abrir o arquivo (como root, é claro) /etc/init.d/mountdevsubfs.sh e procurar pelas seguintes linhas:

#mkdir -p /dev/bus/usb/.usbfs

#domount usbfs "" /dev/bus/usb/.usbfs -obusmode=0700,devmode=0600,listmode=0644

#ln -s .usbfs/devices /dev/bus/usb/devices

#mount --rbind /dev/bus/usb /proc/bus/usb

No Hardy Heron elas ocupam da linha 42 a 45 do arquivo. Encontrada as mesmas basta descomentar as mesmas de modo que fiquem assim:

mkdir -p /dev/bus/usb/.usbfs

domount usbfs "" /dev/bus/usb/.usbfs -obusmode=0700,devmode=0600,listmode=0644

ln -s .usbfs/devices /dev/bus/usb/devices

mount --rbind /dev/bus/usb /proc/bus/usb

Em seguida basta reiniciar o script com o comando:


sudo /etc/init.d/mountdevsubfs.sh start
Feito isso o seu /proc/bus/usb estará ativo e você conseguirá configurar os dispositivos usb dentro do virtualbox. Um pequeno detalhe, versão open-source do VirtualBox não possui suporte a dispositivos USB, apenas a versão fechada.

Ps.: Ao terminar de escrever este post, comentei com um amigo sobre o VirtualBox e eis que ele me indicou o blog do Hamacker. Visitei o site e encontrei por lá ótimos howtos sobre uso e instalação do VirtualBox. Por esse motivo, para os que desejarem conhecer vale a pena visitar.

Nenhum comentário: